Tenho que usar Aparelho Dentário, e agora?

Tenho que usar Aparelho Dentário, e agora?

O uso dum aparelho dentário é um tratamento comum, tanto em jovens como em adultos. Este tratamento, que é realizado com uma prótese fixa, tem como principal objetivo o alinhamento dentário e o encerramento de espaços entre dentes. Através deste alinhamento é possível resolver-se problemas a nível estético e funcional com um tratamento que se realizaria durante determinado tempo.

Apesar dos aspetos positivos que advêm do uso de aparelho dentário, muitas pessoas evitam aderir a esta solução, na sua maioria por razões estéticas e por dúvidas. É muito comum a pessoa ter medo do que pode mudar aquando o uso da prótese fixa e, para acabar com as dúvidas, algumas delas são respondidas neste artigo.

O que irá mudar aquando o uso do aparelho dentário?

O uso do aparelho dentário para resolução de doenças a nível de periodontologia, e não só, irá provocar algumas mudanças no seu estilo de vida. Essas mudanças, inicialmente, serão um desafio para serem acompanhadas, aliás, qualquer mudança de hábito apresenta esses desafios. Mas, ao certo, quais as mudanças que irão ocorrer? A lista que se segue pretende mostrar as mudanças que ocorrem no dia-a-dia.

  • Alimentação

Aquando a colocação da prótese fixa, o seu dentista irá instrui-lo a nível da alimentação. Existem determinados alimentos que devem ser evitados para facilitar a higienização e para evitar os danos nos implantes dentários. Alguns desses alimentos são as gomas, pastilhas ou alimentos duros. Outros alimentos como frutas, por exemplo, devem ser cortados em pedaços menores antes de ingeridos.

  • Higienização

A higiene oral (já temos um artigo especifico sobre este asunto) é um passo muito importante para evitar problemas e, aquando o uso do implante dentário, essa higiene deve ser reforçada, pois existe maior probabilidade de ocorrer acumulação de bactérias. A higienização, neste caso, deve ser feita com o uso do fio dentário, uma escova de dentes adequada – que será informada pelo seu dentista –, escova interdental para higienizar nos espaços entre os dentes e flúor.

  • Visitas ao dentista com regularidade

As visitas ao dentista serão mais frequentes, já que é necessário reajustar a prótese fixa de tempo a tempo. Essas visitas regulares promovem, também, um auxílio a nível de limpeza.

Também ocorrerão, obviamente, mudanças a nível estético. No entanto, as mudanças que levam à modificação de hábitos, são as que se encontram acima.

Nos primeiros tempos é provável que ocorram deslizes, pois as mudanças de hábitos são sempre complicadas, mas, com o passar dos tempos, esses hábitos farão parte da sua rotina. Nesse momento a prótese fixa já não será vista como um intruso e, consequentemente, não lhe dará a sensação de desconforto.

O aparelho dentário causa dor?

As perguntas relacionadas à dor são muito comuns e, a não resposta, leva a que o paciente não pense, sequer, no tratamento através de implantes dentários. Para evitar que não faça o seu tratamento dentário, segue-se toda a explicação acerca da dor.

Ao colocar um aparelho dentário, será realizada uma pressão nos seus dentes para que, com o tempo, ocorra a deslocação que promove a correção. Portanto, a colocação do aparelho, normalmente, não costuma causar dor. Obviamente, quem tiver dentes mais sensíveis, pode sentir apenas um incómodo. Com o passar das horas, sentirá um desconforto crescente e, provavelmente, sentirá alguma dor.

Essa dor irá surgir devido à força que está a ser aplicada. A dor não será forte, como uma dor de dentes. Será como uma dor em que se sente que algo não está “normal”.

Essa dor irá passar através da passagem do tempo e, consequente, habituação, da toma de analgésicos, da colocação de panos quentes e enxaguamento com água morna. Pode ser necessário, nos primeiros tempos, comer alimentos mais leves.

Após o período de habituação não sentirá dor, mas pode sentir um desconforto sempre que for reajustar o aparelho.

Exemplo Aparelho Dentário

Quanto tempo deve ter o aparelho?

Uma dúvida bastante frequente é sobre o tempo de uso do aparelho dentário. Não existe um tempo estabelecido para o tratamento, vai depender do seu caso em particular e, esse prazo de uso, deve ser discutido em conjunto com o seu médico.

O único facto que se conhece é que o tratamento ocorre de acordo com a resposta do seu corpo, mas que, normalmente, é mais rápido em jovens do que em adultos. Como tal, se for jovem e tiver em dúvidas sobre fazer o seu tratamento, faça-o agora.

Consultas de manutenção dos aparelhos dentários

  • Com que frequência se deve visitar o dentista?

A frequência de visita será decidida pelo seu dentista de acordo com o seu caso em particular. No entanto as visitas serão mais regulares, pois existem cuidados inerentes ao uso de implantes dentários. Uma média que é usada normalmente é de 3 em 3 semanas nos primeiros tempos, sendo que, como referido acima, as consultas não serão só para o reajuste do aparelho dentário em si.

  • Para que servem as consultas?

As consultas são bastante úteis para quem se encontra em tratamento, pois são um momento em que o paciente se encontra em contacto com um profissional. Este é o momento certo para colocar todas as dúvidas que têm surgido e, ao mesmo tempo, aprender algo de novo sobre o seu tratamento.

Além disso, o seu dentista irá usar as consultas para reajustar a sua prótese dentária, dando continuidade ao tratamento, e, muito provavelmente, para fazer uma limpeza. Após a consulta, muito provavelmente, o incómodo irá voltar numa intensidade mais baixa, pois sentirá a pressão novamente.

Exemplo Aparelho Dentário

Caso as dúvidas continuem, entre em contacto connosco.

carie-denteCuidado Protese Dentária